sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

HOMEM INVADE CATEDRAL EM LONDRINA E DESTRÓI IMAGEM DE PADROEIRO


Um invasor destruiu a principal imagem do Sagrado Coração de Jesus da Catedral Metropolitana de Londrina, no Paraná, no início da noite desta quarta-feira (3). De acordo com informações da Folha de Londrina, Marcelo José Inácio, de 33 anos, entrou no local pouco depois do fechamento do prédio, às 18h, e também quebrou vitrais. A imagem foi doada há 40 anos e tinha aproximadamente 2,5 metros de altura.  Testemunhas que presenciaram o ato relatam que o invasor se agarrou à estátua e a derrubou no chão. O homem precisou ser detido por seguranças e fiéis e foi encaminhado a uma delegacia da cidade. De acordo com o monsenhor Bernard Gafá, o invasor carregava uma Bíblia e um livro de cânticos de uma igreja evangélica. "A única coisa que ele disse era que estava na Bíblia, que era errado adorar imagens", afirmou em entrevista à Folha de Londrina. O delegado William Douglas Lopes, que recebeu o inquérito na manhã desta quinta-feira (4), disse que Marcelo também é o responsável por quebrar outras 12 imagens na Paróquia Santa Cecília, na cidade de Santa Cecília do Pavão. Fonte: NB – NOTÍCIAS AO MINUTO.

DEPUTADO AGRIDE VEREADOR A SOCOS DURANTE SESSÃO EM CÂMARA MUNICIPAL


Um depoimento que o deputado federal André Amaral (PMDB-PB) prestava na Câmara Municipal de Bayeux, na Grande João Pessoa (PB), foi interrompido depois que o parlamentar se levantou da cadeira e agrediu com socos o vereador Roberto da Silva (Podemos), o Betinho da RS. Amaral era ouvido como testemunha de acusação no processo de cassação do prefeito interino Luiz Antônio Alvino (PSDB), investigado por denúncia de corrupção. Após a agressão, o vereador deixou a sessão e se dirigiu à Polícia Civil para registrar queixa contra o deputado por lesões corporais. Ele passou por exame de corpo de delito.
Um vídeo divulgado em redes sociais mostra o momento em que Amaral se levanta e parte para cima do vereador desferindo socos. Em vídeo, Amaral diz que reagiu aos ataques do vereador "em defesa da honra" e acusou Betinho de ser "capacho" do prefeito. "Quando eu cheguei na Câmara, ele disse que eu era deputado meia-tigela e que tinha capangas. Eu defendi a minha honra", alegou. Já o vereador alegou ter sido "atacado covardemente" quando exercia sua função como membro da comissão processante.
Nesta quinta-feira, 4, Betinho protocolou na Câmara pedido de anulação do depoimento do deputado. "Jamais poderia imaginar que seria agredido daquela forma, dentro de minha própria casa, no exercício do meu mandato", disse. O vereador informou que vai encaminhar as imagens da agressão e a ata da sessão para o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, para que sejam tomadas as "medidas cabíveis contra o agressor".

O prefeito interino de Bayeux assumiu o cargo após o prefeito eleito Berg Lima (sem partido) ter sido preso, em julho de 2017, ao ser flagrado em vídeo pedindo pagamento de propina para um fornecedor da prefeitura. Ele foi solto em novembro, mas continua afastado do cargo. Fonte: Notícias ao Minuto. 

CÁRMEN LÚCIA MANTÉM ATIVOS PROCESSOS DA LAVA JATO DURANTE O RECESSO


Responsável pelas decisões no Supremo Tribunal Federal (STF) durante o recesso, a presidente da Corte, Cármen Lúcia, aceitou ontem o pedido para prorrogar o prazo da investigação sobre os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Romero Jucá (PMDB-RR) que tramita na Supremo, instaurada através das delações dos ex-executivos da Odebrecht. Eles são acusados por, supostamente, terem recebido R$ 5 milhões do grupo empresarial para trabalhar pela aprovação da Medida Provisória 627/2017, que garantiu vantagens a empresas que atuavam no exterior. O último pedido, para mais 60 dias de investigação, foi feito pela Procuradoria-Geral da União (PGR), no dia 14 de dezembro, "considerada a existência de diligências pendentes e necessárias ao deslinde das investigações", afirmou Raquel Dodge, procuradora-geral da República, na petição. Antes disso, a Polícia Federal também havia pedido a prorrogação, que foi autorizada pelo ministro relator do caso, Edson Fachin, em setembro do ano passado. Responsável por decidir sobre questões mais urgentes que chegam ao Supremo durante o recesso, Cármen Lúcia tem dado andamento a alguns inquéritos, em sua maioria, autorizando os pedidos de prorrogação de investigação. Normalmente, quem faz este tipo de decisão é o relator do processos. Mas criticados pela lentidão e por estarem se arrastando no Supremo, a presidência tem mantido ativos alguns deles. Durante os últimos dias, a ministra deu andamento a outros inquéritos, um deles também apurado no âmbito da Operação Lava Jato. Na última terça-feira (2) Cármen aceitou estender o prazo da investigação em torno do senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL). O inquérito foi instaurado em abril, e está sob sigilo. O parlamentar foi denunciado por supostamente cometer crimes de corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro, apurados pela Lava Jato. O pedido por mais tempo de apuração sobre a denúncia foi feito pela Polícia Federal (PF). Nesta quarta, 3, Cármen também deu andamento, ainda não disponível para visualização, ao inquérito que investiga o agora ex-ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira. Esta investigação, no entanto, deve ter mudanças mais profundas nas próximas semanas, com o caso devendo ser remetido à primeira instância. Pereira, que não é parlamentar, ao sair do cargo ministerial perde o foro e o direito de seu processo tramitar no STF. Fonte: BN – BAHIA NOTÍCIAS.

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

APÓS NEGAR CANDIDATURA, HUCK PEDE PARA APARECER EM PESQUISAS ELEITORAIS


O apresentador Luciano Huck se reuniu com o diretor do Ibope, Carlos Augusto Montenegro, e pediu para continuar sendo incluído nas pesquisas de intenção de voto para as eleições presidenciais deste ano, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo. Em novembro, Huck já tinha convocado coletiva negando que se candidataria.
Segundo a Folha, Luciano foi para a reunião munido de estatísticas que mostravam a dificuldade para nomes de centro se firmarem como candidatos viáveis à Presidência. O apresentador é um dos líderes do movimento Agora! que prega a renovação política.
Procurado pelo jornal, o diretor do Ibope não confirmou se a reunião aconteceu ou não, mas defendeu a manutenção do nome de Huck nas pesquisas realizadas pelo instituto usando o ex-presidente Lula como exemplo.
"Por enquanto tudo é especulação. Não se sabe se o Lula poderá ser candidato –é muito provável que ele não seja–, mas o nome dele está em todas as listas […] Até 6 de abril as pessoas precisam deixar cargos e escolher partidos. Teremos um quadro melhor nessa data. Até lá estaremos fazendo pesquisas e teremos simulações, algumas com o Luciano Huck", disse.

No fim do ano passado, o apresentador participou de um evento organizado pela revista Veja para negar os rumores de que seria candidato à presidência. Na ocasião, ele disse que "nunca seria político". Huck, porém, afirmou ainda que percebeu que sua voz "está mais alta" e que gostaria de usar a influência que tem "para potencializar de um jeito bacana pra todo mundo. Como a gente pode contribuir para ter um país mais legal". Com informações do Sputnik News Brasil. Fonte: Notícias ao Minuto.

CRISTIANE BRASIL, FILHA DE ROBERTO JEFFERSON, SERÁ MINISTRA DO TRABALHO


A deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha do delator do mensalão, Roberto Jefferson, será a nova ministra do Trabalho. As informações são da Folhapress.
A informação foi confirmada pelo próprio Jefferson, após reunião com o presidente Michel Temer no Palácio do Jaburu na tarde desta quarta-feira (3).
A escolha foi anunciada pela Presidência em nota.Entre lágrimas, Jefferson disse que a nomeação de sua filha é um "resgate" à sua imagem após o mensalão. O dirigente do partido foi o pivô do escândalo político e chegou a ser condenado e preso.
Segundo ele, Temer consultou o líder do PTB na Câmara dos Deputados, Jovair Arantes (GO), e telefonou para a nova ministra para saber se eles aceitariam o convite. E teve resposta afirmativa de ambos.
O Ministério do Trabalho está sem titular desde que o também deputado federal pelo PTB Ronaldo Nogueira pediu demissão, no último dia 27. Ele se desligou com o argumento de que quer se dedicar à sua campanha pela reeleição.
No mesmo dia em que saiu da pasta, ele publicou nova portaria sobre a definição de trabalho escravo, que deixa mais rígidas as definições do que leva à punição do empregador.
O deputado federal Pedro Fernandes (PTB-MA), chegou a ser escolhido para comandar o ministério, mas teve o nome vetado pelo ex-presidente José Sarney (MDB). Sarney nega o veto.

VOZ ABAFADA. Em nota, a Presidência anunciou a escolha. "O presidente Michel Temer definiu hoje que a deputada federal Cristiane Brasil será a nova ministra do Trabalho. O presidente recebeu na tarde desta quarta-feira a indicação oficial feita pelo PTB."
Jefferson apresentou na reunião os nomes dos deputados federais Sérgio Moraes (RS) e Pastor Josué (MA). Lembrou ainda o nome de sua filha, que também chegou a ser oferecido por ele para o Ministério da Cultura. Para ser ministra, Cristiane abriu mão de ser candidata no próximo ano.
O pai disputará o posto de deputados federal por São Paulo. Segundo ele, é uma maneira de fazer o partido crescer no maior colégio eleitoral do país. Perguntado se os eleitores irão redimi-lo por conta do escândalo, ele respondeu que só as urnas dirão.
Segundo Jefferson, Temer, que se trata de uma infecção urinária, está mais magro e com uma voz abafada, "surdinas". "Mas está bem e corado", acrescentou.
Em 2015, Cristiane foi autora de uma PEC (proposta de emenda à Constituição) que restringe a reeleição de presidente, governadores e prefeitos. Pelo texto, só seria permitida a candidatura "para um único período subsequente, sendo proibida, a reeleição por períodos descontínuos". A medida impediria, por exemplo, nova candidatura de Lula à presidência.

No mesmo ano, servidoras da Câmara protestaram contra a proposta da deputada de aprovar um código de vestimenta para banir minissaias e decotes mais ousados dos corredores e salões da Casa. Com informações da Folhapress. Fonte: Notícias ao Minuto.